Evento No Napoles

Via Concezione a Montecalvario 34, Napoli

SEA AND YOU – NÁPOLES, 26 DE ABRIL

O terceiro e último evento do Festival SEA and YOU foi realizado em Nápoles na sexta-feira, 26 de abril de 2024, às 21h30, no Teatro Stabile D’Innovazione Galleria Toledo.
Finalmente, o projeto cofundado pela União Europeia chegou a Nápoles para fazer o seu terceiro e último concerto que combina música napolitana clássica, fado e flamenco. Descubra abaixo os detalhes do que aconteceu durante a etapa final do passeio SEA and YOU!

PRIMEIRO DIA: A CHEGADA

Após a sua chegada a Nápoles na noite de 24 de abril, os artistas do Porto e Granada foram recebidos pelo pessoal de Nápoles e todos reunidos para jantar no restaurante Pizzeria Annarè: aqui eles provaram os pratos típicos da cultura culinária napolitana, incluindo aperitivos fritos mistos e uma pizza mais tradicional. Foi uma primeira recepção na cidade de Nápoles.

SEGUNDO DIA – EVENTOS E EXPERIÊNCIAS EM NÁPOLES

Na manhã seguinte, 25 de abril, os artistas se reuniram em Napulitanata para uma conferência de imprensa. O coordenador do projeto e músico napolitano, Domenico Emanuele Matania, juntamente com Jihan como representante dos artistas flamencos e Ricardo Pons como representante dos artistas de fado, falou sobre o projeto SEA and YOU, a importância deste intercâmbio cultural e a cooperação e financiamento da Comissão Europeia. Eles foram acompanhados por Sergio Locoratolo, coordenador de políticas culturais do Município de Nápoles, que renovou o apoio do Município ao projeto SEA e YOU. Ele expressou sua alegria, sabendo que as associações de cidadãos se movem no contexto europeu e mediterrâneo para promover a cultura e a coesão entre os povos.

Após a conferência de imprensa, todos os artistas e jornalistas assistiram à palestra do professor Pasquale Scialò, musicólogo e compositor, que falou sobre as origens da Canção Clássica napolitana e suas ligações com o Flamenco e o Fado. Em particular, o professor ressaltou que na comunidade italiana, como no espanhol e no português, o canto, em suas várias formas, é um elemento comum que identifica e fortalece a relação íntima entre as pessoas. Além disso, ele tocou a música “Palomma”, uma canção que conta a triste história de uma mulher que se perde por amor. O seu arranjo inclui a presença da guitarra portuguesa e a citação de canções de fado.

Pouco depois, almoçaram na Galleria Príncipe com um catering servido pelo Espresso Napoletano: incluía vários tipos de pizzas, salame e mozzarella, juntamente com os mais típicos aperitivos napolitanos.

Em seguida, a equipe e os artistas foram para uma visita guiada ao centro histórico de Nápoles organizada por Le Capere. A Le Capere é uma associação fundada em 2016 com o objetivo de usar a cultura como meio para promover o desenvolvimento do patrimônio histórico e artístico de Nápoles. O guia, em espanhol, acompanhou o grupo pelas principais ruas da cidade, incluindo a Piazza Dante e a Piazza del Gesù. Eles também visitaram Santa Chiara e seu claustro. A igreja, projetada pelo arquiteto e escultor Gagliardo Primario em formas góticas, foi bombardeada durante a Segunda Guerra Mundial em 1943 e posteriormente restaurada. O episódio também é tema de uma famosa canção napolitana do pós-guerra “Munasterio ‘e Santa Chiara”, que conta os medos de um emigrante ansioso para retornar à sua cidade, mas com medo de encontrá-la devastada pela guerra. O mosteiro de Santa Chiara, O claustro, “Claustro das Clarissas”, é um refinado jardim secular decorado com majólica por Giuseppe e Donato Massa. O claustro, destruído pelos bombardeios, torna-se um símbolo da angústia de Nápoles e de todo o país.

A visita guiada terminou na Igreja de Santa Luciella ai Librai. A Igreja, abandonada há mais de 30 anos, foi reaberta graças à tenacidade e ao trabalho da Associação Respiriamo Arte em abril de 2019. A Associação, fundada por jovens gestores culturais napolitanos, foi fundada com o objetivo de recuperar o patrimônio histórico e artístico da cidade de Nápoles através da proteção e valorização de lugares, monumentos que representam um patrimônio valioso, muitas vezes abandonado e degradado. Aqui o grupo soube do culto local de adorar almas Pezzentelle – almas presas no purgatório. Eles também tiveram a chance de ver o famoso crânio com orelhas. Diz a lenda que este crânio único atua como uma ponte entre os vivos e os mortos, permitindo a comunicação com seus entes queridos falecidos. As pessoas pensam que podem pedir bênçãos e favores a essas almas.

Mais tarde à noite, os funcionários e artistas do Porto e Granada assistiram ao concerto de música clássica napolitana em Napulitanata. Aqui eles ouviram a história da associação e desfrutaram de 1 hora de música cercada também por alguns turistas que participaram do concerto. Depois disso, era hora do jantar.

Eles chegaram ao restaurante Al 53, um restaurante de cozinha tradicional napolitana que é inclusiva, slow food e sustentável: é um dos 6 restaurantes em Nápoles que não usa plástico descartável de acordo com o site da Greenpeace, um reduto de comida lenta que fornece produtos de agricultores e pescadores amigos e também um restaurante que tem grande atenção para as questões da inclusão. O jantar incluiu aperitivos típicos napolitanos, incluindo frutos do mar, salada de polvo, fritura mista, berinjela parmesão e macarrão, batatas e provola como prato principal. Foi um momento de muita diversão e relaxamento para todos os artistas. Eles também entretinham os convidados do restaurante cantando e batendo palmas, em um show de música napolitano improvisado de fado-flamenco-clássico.

TERCEIRO DIA – O DIA DO CONCERTO

Na manhã seguinte, sexta-feira 26, Napulitanata, onde os artistas ensaiaram para a música principal do concerto “‘O Mare e tu”. Eles tentaram um novo arranjo que poderia caber perfeitamente todos os gêneros e artistas que o executam.

No almoço você pode desfrutar de uma comida típica takeaway em Nápoles, “‘o cuzzetiello”, que é pão cheio de molho de tomate e almôndegas.
À tarde, depois de um pouco de descanso antes do show, todos se encontram no teatro, prontos para o soundcheck.

Quanto ao espectáculo em Granada e no Porto, em Nápoles decidiram usar o código QR, através do qual cada espectador podia descarregar o programa directamente no seu smartphone. O programa tinha uma explicação das músicas que os artistas tocariam, em inglês e italiano.

É hora de se apresentar: 21:30, o teatro está cheio (299 lugares), as luzes estão acesas, os instrumentos no lugar. As cortinas se abrem e o show começa com a performance de Enzo Gragnaniello, o autor da música ” ‘O Mare e tu” que canta e toca sua versão.

A apresentação da exposição foi confiada a Gianni Simioli que explicou o que SEA and YOU, um projeto cofinanciado pela União Europeia, apresentaram aos artistas e seu repertório. O show também foi gravado e transmitido ao vivo na página do Facebook do SEA and YOU, onde foi assistido por 1064 espectadores.

Os primeiros a se apresentar foram os artistas portugueses com seu fado, seguidos pelos artistas espanhóis com flamenco e, finalmente, os anfitriões, os artistas napolitanos com seu Canto Classico Napoletano.

O espectáculo terminou com a actuação em notas de ‘O mare e tu’ de todo o conjunto, com as vozes de Adriana Paquete e Ricardo Monteiro para Fado, Pasquale Pirolli, Emanuela de Rosa, Manuela Renno e Alessandro Colmaier para Canzone Classica Napoletana e Jihan, Nano Cortés e Jara Heredia pelo flamenco.

QUARTO DIA – O ÚLTIMO DIA E ADEUS

Sábado, às 10h30, em Napulitanata, para um pequeno encontro: os artistas compartilharam suas opiniões e seus sentimentos sobre a fantástica jornada vivida e acolhida com carinho e troca de presentes.

SEA and YOU foram um sucesso retumbante! Todo mundo carrega um pedaço do festival em seus corações – amor, memórias e um desejo ardente de uma reunião. Estamos ansiosos para voltar a ficar juntos e compartilhar a magia da música mais uma vez!

OS ARTISTAS QUE SE APRESENTARAM

APRESENTADOR DO CONCERTO
Gianni Simioli
CONVIDADO ESPECIAL
Enzo Gragnaniello
PORTO
Cantora/Fadista: Adriana Paquete
Cantor/Fadista: Ricardo Monteiro
Baixo: Ricardo Pons
Guitarra portuguesa: André Ovadia Tavares Mariano
Guitarra clássica: Rogério Rocha
GRANADA
Cantora (flamenco e fusion): Jihan
Guitarra flamenca: Marcos Palometas
Dança flamenca, claps e voz: Jara Heredia
Flamenco claps e voz: Nano Cortés
NÁPOLES
Cantores: Emanuela de Rosa, Pasquale Pirolli, Alessandro Colmaier, Manuela Renno
Percussão: Fabio Esposito
Contrabaixo: Giuseppe Arena
Piano: Pasquale Cirillo
Trompete: Antonio Sacco
Acordeão: Mimmo Matania
Saxofone e Flauta: Donata Greco

O CONCERTO

O PROGRAMA DO CONCERTO


AS LETRAS DAS CANÇÕES

  • Date : 26 Abr 2024
  • Time : 21:30 - 23:30 (UTC+0)